Fale via texto agora

Síndico pode interditar a piscina do condomínio em razão da falta d’água?

A crise hídrica que está afetando alguns Estados, com grande destaque para o Estado de São Paulo, trouxe à baila algumas discussões que não constam especificamente nas normas condominiais, contudo tal ausência não impede que o síndico faça uso da premissa contida no art. 1.348, II e V do CC/02.

Assim, até em decorrência da inquestionável necessidade em economizar e fazer o uso racional d’água, alguns síndicos estão restringindo o uso da piscina e outros espaços que utilizam maior quantidade de água e consequentemente o questionamento com relação à legalidade de sua decisão não param, e, considerando que o assunto beira inclusive a um estado emergencial, expor qualquer opinião sobre a legalidade ou não do ato pode ser temerário.

Dessa forma, até por não existir oficialmente a decretação do racionamento, estado de calamidade ou algo semelhante, é aconselhável que síndico, em conjunto com o conselho e administradora, realize o levantamento da quantidade de água utilizada para a própria manutenção da piscina, outras áreas de lazer e limpeza e verifique se há risco na interdição e/ou diminuição da frequência de seu uso, pois é importante avaliar se há apenas o risco no que diz respeito a limpeza ou se há chances de afetar a própria estrutura física ou dos equipamentos utilizados na piscina e em outras áreas.

Com base em tal levantamento, os representantes poderão decidir e sugerir providências, por exemplo, o fechamento de duchas de saunas, quando existir mais de uma piscina a interdição de uma delas, não completar constantemente o nível de água de espelhos e piscinas e inúmeras outras possibilidades que podem existir, tamanha variedade de cada nicho condominial, por isso o assunto deve ser tratado especificamente para cada condomínio.

É importante, também, avaliar se há possibilidade de contratação de empresas que fornecem água de reuso, que pode ser utilizada para aguar plantas e alguns tipos de limpezas, existindo, inclusive condomínios que estão adquirindo piscinas ou caixas d’água formando uma espécie de reservatório, portanto, realmente há possibilidades para tratar a questão. Mas, infelizmente, em muitos condomínios, na esmagadora maioria, a discussão sobre o uso consciente e econômico dá agua está ocorrendo apenas agora.

Assim, com lastro em tudo isso, a restrição da piscina não é ilegal, mas antes de ser adotado um procedimento mais enérgico é necessário que exista um debate no nicho condominial, pois os condôminos podem preferir a contratação de caminhão pipa, reduzir a frequência de limpeza, permitindo assim que o local esteja disponível para os finais de semana, diminuir a vazão de duchas, manter ativa uma piscina (nos condomínios que possuem várias) etc.

E a discussão é importante, pois, se inexistir chuvas, provavelmente a crise seja mais acentuada no período de férias, que coincide com o verão e consequentemente o aumento da utilização da piscina e maior.

Portanto, se o síndico adotar individualmente a decisão de interditar e/ou restringir o uso do espaço sem consultar ao menos o conselho e a administradora colocará o condomínio em risco, vez que nas taxas condominiais o valor para a utilização do espaço da piscina e outros estão englobados, e como não há, ainda, nenhuma imposição oficial sobre o racionamento, discussões desnecessárias poderão ocorrer, pois sempre há pessoas com os mais diversos pensamentos, ao ponto de se sentir lesada em não poder fazer uso da piscina e buscar a discussão judicial do assunto, cujo desfecho será uma incógnita.

Destarte, o síndico mais cauteloso poderá convocar uma assembléia e submeter à votação as medidas que pretende utilizar no caso de agravamento da situação, lembrando-se, porém, que se vier a ser decretado oficialmente o racionamento, ainda que a assembléia tenha votado de forma diversa, em respeito as observâncias legais, compartilho do entendimento de que a decisão que o síndico adotar para conter a economia de água deverá prevalecer.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

Artigos relacionados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Search in posts
Search in pages
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

Assine Nossa Newsletter

Atenção Clientes

Papo Legal

Dúvidas e dicas jurídicas em podcast.
plugins premium WordPress
Envie sua dúvida
1
Tudo bem?
Olá. Tudo bem?