Advogado – Atendimento Online – Alexandre Berthe

Roubo e Furto de Celular x Fraude Bancária

FURTO E ROUBO DE CELULAR PIX

O Aumento do Furto e Roubo de Celulares

Como recuperar o prejuízo?

Banco deve ressarcir vítima de roubo de celular?

Atendimento-On_line

Dicas de Segurança

Cuidado com aplicativos bancários

Logo após a implantação do Pix e em razão da pandemia, que culminou com alterações nas dinâmicas dos atendimentos bancários e a necessidade do uso de aplicativos para realização de operações bancárias, tive a oportunidade de escrever alguns artigos e opinar em algumas entrevistas registrando que as ferramentas facilitadoras culminariam com o aumento dos golpes e fraudes, até em razão do triste cenário atual de violência que o Brasil vivencia e dos dados que foram vazados dos brasileiros; situação que é também compartilhada por outros colegas e autoridades policiais.

Assim, o fato é que atualmente estamos em um pico gigantesco do fruto/roubo de celulares, pois, muito mais do que o valor do próprio aparelho, criminosos descobriram que não é tão complicado acessar informações sigilosas e com isso causar prejuízo financeiro gigantesco aos consumidores.

E, a eficiência do sistema Pix, em razão da violência, acaba sendo utilizada de forma oposta aos anseios da própria plataforma.

Desse modo, sem adentrar em questões jurídicas, mas sob um ponto de vista prático, considerando que cada celular com um aplicativo bancário instalado é, na verdade, um cofre com baixa segurança, o consumidor que adotar os procedimentos abaixo terá possibilidade de diminuir os prejuízos em caso de qualquer intercorrência.

Passo a Passo

      1. Exclua imediatamente do celular principal todos os aplicativos bancários dos bancos que você mantém a maior reserva de valores.

      2. Habilite em um telefone antigo e/ou adquira um telefone simplista para instalar os aplicativos dos bancos principais, mas, deixe o telefone guardado em sua residência, como seu fosse seu cofre.

      3. Diminua imediatamente junto aos bancos todos os limites elevados que estão pré-aprovados, incluindo de operação e transações, especialmente, referente ao Pix.

      4. Abra uma conta em um banco digital e mantenha apenas o saldo modesto de acordo com seu habito de vida, além é claro de reduzir os limites de operações.

      5. Um dos atrativos do Pix é o não pagamento de taxas de TED e DOC, assim, com a economia dos valores, verifique junto ao banco e adquira o seguro para cobertura de prejuízos em casos de furto ou roubo, mesmo com cartões/aplicativos, em situações que há coação ou furto qualificado.

      6. Lembre-se, infelizmente, estamos vivendo um momento crítico de violência, até o lançamento do incentivo ao uso do Pix e dos aplicativos bancários, grandes as campanhas eram no sentido de evitar o saque de valores (moeda) em caixa eletrônico, porém, o uso do dinheiro físico já não é tão atrativo para os criminosos quanto a obtenção de um aparelho celular com aplicativos bancários, pois, os valores que podem ser obtidos em razão de uma ação ilícita é muito mais compensatório.

 

A presente orientação e dica, não é impositiva, e não garante a impossibilidade da pessoa ser vítima de alguma intercorrência, porém, visa evitar que os prejuízos sejam elevados e/ou possibilitar discussões judiciais que possam facilitar o ressarcimento do prejuízo.

——–

Por Alexandre Berthe Pinto
A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte.

 

Artigos Relacionados:
Atenção Clientes – Golpe Processo Poupança

Atenção Cliente Processos Planos Econômicos - Golpe e Acordo Fale Agora Nos moldes do relatado aos Read more

Está Com Dúvida?

Chat OnLine

Iniciar atendimento
1
Qual sua dúvida?
Olá - Como podemos ajudar? Informe resumidamente o desejado para que possamos direcionar ao responsável.