Advogado Alexandre Berthe

Advogado fraude bancária

advogado especialista em fraude bancaria

Advogado especialista em Fraude Bancária

Há mais de uma década atuo nos mais diversos tipos de fraudes bancárias

No início os golpes e fraudes em sua grande maioria eram decorrentes de cheques clonados, assinaturas falsas, conta corrente aberta com documento falso, clonagem de cartão com targeta magnética (chupa-cabras), troca de envelopes de depósitos e outras situações em que o meio digital era o menos usual para concretização da fraude.

Porém, a era digital chegou na vida bancária e atualmente a grande maioria das transações são realizadas digitalmente.

Entretanto, na mesma velocidade, ou até mais veloz, são os artifícios utilizados por falsários que se aproveitam do vazamento de dados, falhas sistêmica, cadeia comercial voraz, negligência, imprudência e outros meios escusos e aplicam os mais diversos golpes e fraudes bancárias.

Assim, é fato incontroverso que fraudes e golpes bancários sempre existiram, existem e sempre existirão, e, o motivo é simples, não existe nenhum sistema bancário ou tecnológico 100% seguro, portanto, o vazamento de informações sensíveis de qualquer correntista, por exemplo, pode servir como informação crucial para concretização de outros tipos de danos, ou seja, ainda que um dano não seja fruto de uma falha de software, sua ocorrência é decorrente da falha no armazenamento dos dados, por conseguinte, há uma relação simbiótica entre várias ações que culminam com golpes e as fraudes bancarias.

E, o momento pandêmico agravou ainda mais a situação, pois, milhares de correntistas, muitos dos quais sem qualquer conhecimento e/ou habilidade no uso da tecnologia digital passaram a ter que realizar transações por intermédio de aplicativos, caixas eletrônicos e internet banking.

Outrossim, ainda que informações sobre o uso de tais tecnologias existam, é fato concreto que não existe nenhum manual de instrução didático, com o passo-a-passo e ou treinamento pessoal e individualizado para o uso de mecanismos digitais por parte dos correntistas, sendo, portanto, a própria falta de aptidão uma porta aberta que facilita, e muito, a ocorrência dos golpes e fraudes.

Assim, antevendo que os golpes e as fraudes sofreriam aumento, durante a pandemia revivi e comentei em vídeo sobre alguns golpes (veja aqui)

Além disso, artigos sobre os principais golpes e fraudes também foram refeitos e atualizados, dentre eles

Golpe do Motoboy

Modalidade de golpe em que falsários em posse de todos os dados cadastrais dos correntistas ligam questionando sobre transações, como se fossem do setor de fraude do banco, e, solicitam que o consumidor ligue para realizar o cancelamento, como consequência é induzido e entregar o cartão cortado para perícia.

Boa Noite Cinderela

Modalidade de golpe em que a vítima é dopada e os golpistas conseguem realizar inúmeras transações bancárias, podendo existir coação e/ou violência, e que refletem em prejuízos financeiros elevados.

Golpe do Delivery

Golpe em que entregadores informam sobre problemas nas máquinas para realizar o recebimento de entregas e/ou realizam a cobrança de valores pela entrega de encomendas, em ambas ocasiões há digitação de valores maiores, seja por deficiência da máquina ou por meio escuso.

Golpe do Leilão Falso

Estamos vivenciando um aumento expressivo no “Golpe do Leilão Falso”, que é realizado por intermédio da criação de sites falsos e outros mecanismos que ludibriam as vítimas e que resultam em prejuízos elevadíssimos. É muito frequente em leilões de veículos e aparelhos eletrônico.

Golpe do Boleto Falso

O pagamento de boletos falsos ainda atinge vários consumidores e nos mais diversos setores, como pagamento de prestações, mensalidades, taxas condominiais e outras obrigações por intermédio de boleto bancário fraudulentos.

Clonagem de Cartões

Ainda que com CHIP algumas situações permitem interpretar que existem mecanismos complexos que resultam no uso indevido até mesmo de cartões com tal dispositivo, resultando em movimentações expressivas que demandam sempre uma atuação complexa para obtenção do ressarcimento.

Fraude e Invasões em Internet Banking e Aplicativos

Há um gigantesco aumento no número de transações financeiras realizadas por aplicativos bancários e/ou internet banking, consequentemente, há um aumento de fraudes em tais transações, não sendo raros registros de que há uso de mensagens, e-mails, clonagem de celulares e outros mecanismos que possibilitam o desfalque financeiro com a realização de saques, empréstimos, pagamentos, transferências e outras operações.

“Sequestros, roubos e furtos”

Prejuízos financeiros decorrente de atos ilícitos praticados por terceiros, porém, em algumas situações o ressarcimento poderá ocorrer, ainda que o consumidor não tenha o seguro mensal.

 

E, o antevisto, infelizmente ocorreu, porém, em um patamar muito maior do que imaginei.

E, a FEBRABN divulgou oficialmente o aumento gigantesco das fraudes e dos golpes no período da pandemia (lei aqui) e é possível observar que em seu relatório há indicação de todos os golpes e fraudes comentados por mim.

Assim, considerando o aumento gigantesco da quantidade de fraude, é aconselhável aos consumidores que redobrem a cautela quando usarem os meios digitais para realizar transações bancarias, que jamais abram qualquer arquivo e/ou link enviado por e-mail, SMS ou mensagens, que redobrem a atenção quando diante de ofertas atraentes, seja em site de leilão ou de compras, que realizem a conferência dos boletos e desconfiem sempre.

Além disso, é aconselhável que evitar armazenar todas as economias em um único banco e/ou uma única conta, pois, há registros de consumidores que da noite pro dia são surpreendidos por fraudes/golpes que limpam toda economia de uma vida inteira.

Porém, ainda assim, pelos mais diversos fatores, consumidores serão vítimas, e, quando isso ocorrer, considerando o quão avançado e complexo são algumas fraudes, é prudente que busquem o advogado especialista em fraude bancária da sua confiança, pois, por mais que as fraudes sejam conhecidas, no âmbito judicial, cada processo possui suas peculiaridades e, portanto, não há como analisar questões de fraudes de uma forma genérica.

Conclui-se, portanto que, nenhum consumidor está imune a fraude e em caso de qualquer intercorrência, procurar a defensoria pública ou o advogado especialista em fraude bancária pode ser um bom começo.

Artigos Relacionados:
Advogado Fraude Bancária
Fraude bancária

Saiba o que fazer

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DúvidaS?

AINDA ESTÁ COM DÚVIDAS?

Envie e-mail para
documentos@alebp.com.br
Faça um breve relato e aguarde nosso contato
ou
Contate via WhatsApp

Iniciar atendimento
1
Podemos Ajudar?
Olá. Dúvida via Site ABP > Envie um breve resumo da sua dúvida ou motivo do contato e aguarde nosso retorno.